Ecomuseus e Museus de Comunidade

Os ecomuseus e museus de comunidade podem apresentar-se de múltiplas formas, nomes e designações.

  • Ecomuseus – a partir de Hugues de Varine, em França em Le Crssout
  • Integral – a partir da proposta de Varine em 85
  • museus de vizinhança, a partir das experiencias nos EUU,
  • Museu de Comunidade – a partir das experiencias do México
  • Mseus de Território – a partir das experiencias do Norte da Europa
  • Museu Local ou Polinucleado em Portugal
  • Museu de Cidadania a partir das experiencias do Canadá

A sua configuração depende das tradições de cada país:

Para efeito de análise a Nova Museologia considera as seguintes características nos processos ecosociomuseológicos :

  • o Território – integra a relações com o ambiente e as sus múltiplas escalas de interacção
  • a Comunidade – dever partir de processos participatórios e questionar as questões da regulação social (poder)
  • o Objetos- assume a pluralidade dos objetos, das memória e das heranças. Os objetos são transições que ajudam ao conhecimento.

Os processos museológicos desenvolvem-se em cenários, que podem constitui-se como organizações (museus, centros culturais, coleções) ou em atos performativos, em escolas, no espaço público

Por contraste a  museologia tradicional centra-se

  • o No edifício do museu
  • o Nas coleções
  • o Nos visitantes

Momentos de emergência da Nova Museologia

  • 1958 – Conferência do ICOM no Rio de Janeiro – realça a função educativa dos museus
  • 1972 – Mesa Redonda de Santiago do Chile. Museus da América do Sul estabelecem a educação como função social dos museus
  • 1984 –
  • o Declaração Declaração de Oaxtepec, sobre a participação da Comunidade.
  • o Enconto de Ecomuseus no Quebéc. Reconhece a necessidade de trabalhar uma nova museologia.
  • 1985 – Declaração de Lisboa sobre a “nova Museologia”
  • 1992 – Declaração da UNESCO em Caracas- «A Missão do Museu na América latina hoje: novos desafios.»,
  • 2013 – “Por uma museologia do Afeto” Declaração do MINOM, Rui de Janeiro.
  • 2016 -“Memória Acessa: Missiva da Nazaré” Declaração do MINOM sobre O Bem-Viver
Anúncios

Sobre Pedro Pereira Leite

Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra onde desenvolve o projeto de investigação "Heranças Globais: a inclusão dos saberes das comunidades como instrumento de desenvolvimento integrado dos território".(2012-2107) . O projeto tem como objetivo observar a relevâncias no uso da memória social em quatro territórios ligados por processos sociais comuns. A investigação desenvolve-se em Portugal e Espanha, na zona da Fronteira; em Moçambique e no Brasil. (FCT:SHRH/BPD/76601/2011). É diretor de Casa Muss-amb-iki - espaço de Memórias. Intervém no âmbito de pesquisa de redes sociais de memoria.
Esse post foi publicado em Ecomuseus. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Ecomuseus e Museus de Comunidade

  1. Nádia Helena disse:

    Parabéns pela inciativa!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s